domingo , janeiro 20 2019
Home / Fotografia / 10 pré requisitos para ser um Bom Fotógrafo.

10 pré requisitos para ser um Bom Fotógrafo.

Fotografo-soufotografoAs vezes queremos algumas receitas de bolo para sermos bons fotógrafos e com isto  esquecemos de olhar o básico. Então, vale a pena ler e seguir essa dicas preciosas do fotógrafo Yul Barbosa sobre como se tornar um fotógrafo melhor.

 

1 – Ter uma câmera – sem câmera, não há foto. Até uma pin hole é uma câmera

2 – Ler o manual da câmera pelo menos 4 vezes – Ler o manual da câmera é essencial, principalmente para ver as funções novas (que não havia no equipamento antigo). Ajuda a ser eficiente, não perder tempo, e já ir direto ao ponto. O 4x foi número aleatório

3 – Saber o básico de fotografia – Ver item 4

4 – Ter conhecimento avançado em fotografia – Aqui tem uma pequena “brincadeira” irônica. Pra se saber o avançado, é necessário passar pelo básico. Vejo muita gente no grupo querendo saber coisas mais avançadas, mas que se soubessem o básico, seria questão de dedução de como se chegar. Alguns pedem “lentes que desfoquem o fundo”, mas não conhecem sobre diafragma. Se conhecessem, já saberiam quais lentes fazem isso. Também não conhecem sobre hiperfocal, se conhecessem, saberiam quais lentes “desfocam fundo”

5 – Conhecer a fundo sobre luz – Fotografia é luz. Sem luz, não se tem fotografia (apenas um quadro preto). E quando digo à fundo, é praticamente dominar

6 – Entender que o trabalho nunca está perfeito, e sempre pode melhorar – Vejo iniciantes que não aceitam criticas. Se tu diz que a foto poderia ser melhor por isso, isso e aquilo, ficam bravos. Dai vêm com argumentos de que foi “proposital”. E tu vai analisar o trabalho do cara, e não tem consistência. Logo, não tem como ser proposital

7 – Pensar mais no cliente do que em si mesmo – Final de semana alguém postou que quebrou o flash no meio de um trabalho. E não tinha backup. Argumentei que é obrigatório um backup de tudo, desde câmera, lentes, flash, até cartões se for o caso. Recebi uma enxurrada de críticas, com coisas do tipo “ah, mas quem tá começando não tem grana pra comprar backup”. Este é o tipo de pensamento que revela que o cara está pensando em si mesmo, e se lixando pro cliente. Quer começar a cobrar por trabalhos LOGO, sem se preocupar se já tem infra estrutura necessária para garantir o trabalho AO CLIENTE.

8 – Bom senso é mais importante que criatividade – Bom senso evita que tu poste fotos ruins, achando que estão boas. Mas, também te ajuda a definir o que é uma foto ruim, e o que é uma foto boa.

9 – Saber filtrar comentários e criticas negativas sobre o teu trabalho – Vejo muito ataque de pelanca aqui no grupo, quando alguém recebe uma resposta que não é a que gostaria. Pegue o que vai te ajudar, e bola pra frente, sem se apegar ao passado

10 – Correr atrás da informação, e não achar que mais experientes tem obrigação de compartilhar conhecimento. – Argumentaram comigo que é legal compartilhar conhecimento. E não discordo, eu gosto de fazer isso. Mas, também é preciso entender que existe o livre arbítrio (para aqueles que gostam de dizer que “fotografia é um dom de deus”. Eu não gosto de misturar religião com profissão, mas já digo que não é um dom de deus, é treino e prática e conhecimento e estudo). Eu posso escolher compartilhar ou não. É um problema MEU, que não me obriga a abrir tudo que sei. E cadê o diferencial?!

11 – Saber matemática – Sim, são mais de 10 itens. Aqui rola outra pegadinha. E, também tem a ver com o fato que fotografia é matemática pura. É física, é cálculos de fotometria, é lei do inverso do quadrado. É números. Então, tenha uma boa noção de matemática

12 – Ler muito (faixa bônus) – Não digo apenas ler livros de fotografia. Ler tudo que é possível. Tenha uma bagagem cultural para aplicar nos trabalhos. Criatividade é pegar tudo que tu sabe, e usar para criar coisas novas.

13 – Ver muitos filmes (versão do diretor) – Cinema e fotografia caminham lado-a-lado, já que a fotografia deu origem ao cinema. E tem muito filme que tem uma direção de fotografia que pode ser aplicada em trabalhos futuros. Estude luz nas cenas. Estude composição usada. Estude tudo que é possível em cada fotograma de um filme. Mesmo que o filme seja ruim. Vai que a luz pode ser boa?!

14 – Ouvir muita música (versão extendida). Música “ruim” e música “boa” é relativo. Eu disse para ouvir música, não especifiquei que tipo era. Já ouvi muita música ruim que me inspirou para trabalhos, pois tinha a ver com quem eu iria fotografar.

15 – Praticar muito – Cartier-Bresson uma vez falou que as tuas 10.000 primeiras fotos são as piores. Eu já digo: fez boas fotos no inicio, é sorte. Para se ser bom, é preciso ter consistência. É preciso conseguir repetir o MESMO trabalho 10x se necessário. Conseguir fazer a mesma coisa quantas vezes forem preciso. Da primeira vez é sorte. Na segunda é conhecimento técnico. Na terceira, é ter domínio do próprio estilo.

E, 4 anos é um número aleatório também (nem tanto para quem estuda numerologia).

 

Essas dicas foram compartilhadas por ele no grupo de fotógrafo do Facebook. Vale a pena aparecer por lá e aprender um pouco mais.

E vocês?  Tem suas próprias dicas de como fotografar bem? O que nos sugerem, deixem aí nos comentários

Fotógrafo amador e atento ao redor. Gosto muito de olhar e observar tudo que rola. Analista de SEO e adorador da apple e da Internet. Mardem Reifison Google

About Mardem Reifison

Fotógrafo amador e atento ao redor. Gosto muito de olhar e observar tudo que rola. Analista de SEO e adorador da apple e da Internet. Mardem Reifison Google

Check Also

Como Fotografar a Lua

Captar o momento com uma máquina digital comum com qualidade A lua cheia é uma ...